7 PECADOS CAPITAIS (SOBERBA) - RISOTO DE CHAMPAGNE COM MORANGOS

Veja a Receita vencedora do Concurso MESTRE CUQUINHA SET 2013 do Receitas sem fronteiras cujo tema foi MORANGOS... É uma receita diferente e realmente SOBERBA em combinação de sabores e texturas...

CAMARÕES EMPANADOS EM COCO COM MOLHO DE MANJERICÃO

Hoje como dito ontem... trouxe uma receita de Camarões Empanados no Coco com Molho de Manjericão Picante... Aqui só existe um ingrediente que vale a pena falar bem... Seria o Camarão Cinza!!

SHAKE SASHIMI (SASHIMI DE SALMÃO)

Olá meus amigos visitantes!! Hoje estou postando uma pequena receita... Muito simples... O Sashimi de Salmão (??? - ShakeSashiMi)... mas como devem ter observado... eu não fiz a apresentação de forma tradicional... Espero que tenha gostado da idéia e também do vídeo mostrando como se monta esta apresentação!! lol

CARNE SUÍNA AO MOLHO DE MEL PICANTE

Uma receita de carne suína com um toque oriental... Carne de porco ao molho de Mel Picante, tem um toque doce, levemente azedo e picante ao gosto! Excelente companhia para um dia com os amigos e umas cervejinhas bem geladas!! hehehe

PIZZA DE BOLACHA

Só aproveitando o restinho do molho de tomate e dos frios.... hehe Receita rápida e serve muito bem como um tiragosto ou até mesmo petisco... Vale a pena experimentar!! rs

SALMÃO NA MANTEIGA D'ALHO COM ALECRIM

Finalmente a receita do Salmão na Manteiga d'Alho com Alecrim divulgada há um tempo atrás na minha page do Facebook (MaxGastronomy)!! Mmmmm...

BAURU TRADICIONAL

O bauru é um sanduíche inventado por Casimiro Pinto Neto, apelidado "Bauru" em referência à sua cidade natal, no restaurante Ponto Chic do Largo do Paiçandu, em 1934. O sanduíche logo se tornou popular e foi batizado com a alcunha de seu criador.

PÃO/TORRADA DE ALHO - GARLIC TOAST

Olá meus amigos!! O que seria de um churrasco sem as famosas e deliciosas torradinhas ou pães de alho? Pois é né!! Um churrasco que se prese, pode não ter carne de primeira, mas o pãozinho de alho não pode faltar!! Hehe

COSTELETAS DE PORCO AO MOLHO DE GENGIBRE

Uma receita minha que tento fazer sempre que algum amigo ou amiga aparecem aqui (e que não esteja fazendo regime... hehe) É uma receita de Costeleta com um molho adocicado e levemente picante!! Uma delícia!!

MAÇA DO AMOR

Como prometido para adoçar os lábios doces dos enamorados e dar uma entrada no mês de junho!! A Receita de Maça do Amor!! rsrsrs

CRÈME BRÛLÉE (À L'ORANGE) - TRADICIONAL


Olá meus amigos!! Hoje estou postando (finalmente, hehe) a receita de Crème Brûlée que fiz no ano passado e quase há um ano :(

O motivo disso foi que eu queria refazer essa receita até estar perfeita!! Já que o mesmo não é qualquer receita de sobremesa, mas sim A receita!! Ela era vista como a sobremesa mais difícil de ser feita da gastronomia francesa, é um doce que até hoje é muito apreciada e sofreu milhões de variações, mas as técnicas se mantiveram praticamente inalteradas! Para quem não sabe o Crème Brûlée é uma das sobremesas mais famosas da França. É delicioso porque é leve, tem um toque de baunilha e fica com uma tentadora casquinha crocante de caramelo por cima. E por ser leve, gelado e delicioso, é uma excelente pedida para uma sobremesa para ser consumida durante o verão!! Mmmmm!

Uma das primeiras receitas era à base de gemas de ovos e leite, com uma pitada de farinha. Que depois de cozido, segundo o cozinheiro de Filipe de Orléans, era preciso adicionar bastante açúcar por cima do creme, além do açúcar já contido e, depois, queimar o creme de modo que adquira uma bela cor dourada. Na Grã-Bretanha, existe uma referência de 1879 ao Trinity Cream ou Cambridge burnt cream, onde o símbolo da universidade era marcado com um ferro quente sobre o açúcar da cobertura. Na Catalunha, a sobremesa é chamada de crema catalana e continha limão ou laranja e canela.

O Crème brûlée (do francês "creme queimado") é uma sobremesa feita a base de creme de leite, ovos, açúcar e baunilha, com uma crosta de açúcar queimada por cima. A origem dessa receita ainda é uma grande disputa entre os franceses, espanhóis e ingleses, mas a primeira referência histórica é francesa e se encontra no livro Nouveau cuisinier royal et bourgeois de François Massialot, publicado em 1691.
François Massialot

A receita original publicada por Massialot é o que hoje chamamos de Crème brûlée à l'orange, porque além da baunilha ele utiliza água de laranja para dar um toque final no sabor "olfativo" rsrs E é esta a receita que estarei apresentando a vocês!! Espero que gostem!!

Tempo de Preparação
Tempo de Cozimento
Tempo Total
Dificuldade (0~10)
Rendimento & Custo
40 min
30 min
1h10min
4
5 porções
$$$
CRÈME BRÛLÉE (À L'ORANGE) - TRADICIONAL
INGREDIENTES
200 ml de Leite Integral
200 ml de Creme de leite
4 unidades de Gemas
100 gramas de Açúcar
2 colheres de sopa de Água de Laranja
2 colheres de sopa de Essência de Baunilha
Açúcar Cristal
MODO DE PREPARO
a) Em uma panela, misturar o leite e o creme de leite. Aquecer até aproximadamente 50oC.
b) Adicionar o açúcar e misturar para dissolver. Deixar aquecer até 85oC. E adicionar a essência de baunilha e misturar para homogeneizar, até forma um creme. Manter aquecido. OBS: Não deixar ferver.
c) Em um tigela, bater as gemas até duplicar de volume. Aproximadamente 10 minutos.
d) Despejar o creme sobre as gemas e bater bastante para manter o creme liso. OBS: Nessa etapa a gema começará a cozinhar.
e) Adicionar a água de laranja e bater para homogeneizar.
f) Separar em pequenas tigelas ou ramequins e levar para cozinhar em banho-maria de 30 a 50 minutos. OBS: Caso exista muita espuma, remover antes de começar a cozinhar.
g) Retirar do banho-maria e deixar resfriar. Depois manter na geladeira por no mínimo 10h.
h) Quando for servir, polvilhar o açúcar cristal sobre toda a superfície do creme e depois caramelizar com a ajuda de um maçarico. Utilizar a chama em ponto máximo para evitar o aquecimento do creme.
i) Servir logo em seguida.

*** DICAS ***
Dica 1: Caso não tenha um termômetro, a temperatura de 50oC é uma temperatura que ao testar com o dedo, não causa desconforto/ardência/dor.
Dica 2: Caso não tenha um termômetro, a temperatura de 85oC é a temperatura em que uma folha de coentro murcha rapidamente ao entrar em contato com a superfície da panela.
Dica 3: O segredo de se obter um creme bem liso é bater bem as gemas e não deixá-las cozinhar de forma heterogênea quando misturar com o creme quente.

By Max Minato @MaxGastronomy.blogspot.com

Bom, espero que tenha gostado desta receita e até a próxima... Um Abração a todos... E tenham um excelente verão!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...




e também por email

Digite seu email a seguir :

Biblioteca de Receitas